UNITED STATES OF AMERICA /
Acesso do cliente

Características dos elastómeros

A MCD desenvolve e fabrica as suas próprias juntas para permutadores de calor de placas. Considerando que cada família de elastómeros tem as suas próprias características, a MCD ajuda-o a escolher o material mais adequado em relação ao seu permutador de calor de placas, ao seu processo de produção e ao seu ambiente de trabalho.

CARACTÉRISTICAS DE UM ELASTÓMERO    

Um elastómero é composto por diversos ingredientes: polímeros, cargas minerais, plastificantes, ativadores, antioxidantes, aceleradores e agentes de reticulação ou de vulcanização. A sua composição pode ser otimizada para obter as propriedades físicas (dureza, RDC, etc.), resistência à temperatura e compatibilidade química correspondentes ao seu processo de produção.

São estes três parâmetros – temperatura, compatibilidade química, propriedades mecânicas – que devem ser considerados ao escolher o elastómero mais adequado para as juntas do seu permutador, pasteurizador, esterilizador, refrigerador, aquecedor, evaporador, condensador ou permutador de água quente sanitária.

MCD, um especialista neste domínio, assiste-o na escolha dos elastómeros.

AS PROPRIEDADES MECÂNICAS

As juntas do permutador de calor de placas estão sujeitas a tensões mecânicas estáticas, cujas características essenciais são:

  • Deformação residual após compressão (DRC): capacidade dos elastómeros de manterem as suas propriedades elásticas após uma compressão prolongada a tensões constantes (força e temperatura);
  • Dureza: resistência da superfície à penetração por um ponto de determinadas dimensões sob uma determinada carga. Mede-se em IRHD (International Rubber Hardness Grades) ou Shore A numa escala de dureza de 0 (macia) a 100 (dura);
  • Resistência à rotura: a capacidade do material de resistir à propagação de pequenos cortes. É importante ter uma boa resistência à rotura quando a junta está em contacto com arestas vivas;
  • Resistência à tração e alongamento à rotura: um critério de medição muito útil que permite o controlo de qualidade para assegurar a consistência entre lotes de matérias-primas.

A COMPATIBILIDADE QUÍMICA

Os elastómeros sofrem alterações físicas ou químicas quando entram em contacto com determinadas substâncias ou sob o efeito do ambiente (radiação ultravioleta ou ozono, por exemplo). Estes efeitos podem-se traduzir por um aumento das suas dimensões e do seu peso, assim como expansão ou contração. Da mesma forma, a magnitude da reação química pode causar uma perda de elasticidade do elastómero que se torna rígido e quebradiço ou mole e poroso.

TEMPERATURA

A temperatura a que uma junta deixa de funcionar depende do elastómero utilizado, da geometria da junta e da conceção do equipamento. Exceder a temperatura máxima de operação de um elastómero reduzirá consideravelmente a vida funcional da junta devido à formação de ligações reticulares, degradação ou diminuição da consistência do material. Além disso, quando a temperatura baixa, a junta endurece e pode tornar-se quebradiça.

A MCD ajuda-o a escolher o material mais adequado em relação ao seu permutador de calor de placas, ao seu processo de produção e ao seu ambiente de trabalho.

Considerando que cada família de elastómeros possuiu as suas características próprias, a MCD ajuda-o a escolher o material mais adequado em relação ao seu permutador de calor de placas, ao seu processo de produção e ao seu ambiente de trabalho.

Deseja ser acompanhado na escolha dos seus elastómeros? Contacte-nos!